AGENDA CULTURAL

31.5.17

Eneagrama: a arte de decifrar a personalidade do ser humano

-->
Consciência de si mesmo gera mais segurança e tranquilidade. Fiz o curso, descobri os nove tipos de egos e aquele mais evidente em mim. O eneagrama mostra o que a pessoa precisa trabalhar mais.


video


MAIS INFORMAÇÕES:
Ana Elizabeth Diniz
01/08/2010

A história do eneagrama é desconhecida e cheia de especulações. As raízes mais antigas remontam há cerca de 4.500 anos na Mesopotâmia, onde uma fraternidade de homens sábios descobriu o segredo cósmico da autorrenovação perpétua e o transmitiu através de gerações.

O segredo foi preservado na Babilônia durante séculos tendo sido revelado em uma congregação de sábios realizada na época do rei Cambises da Pérsia, há 2.500 anos, em que participaram também Zoroastro e Pitágoras.

"Há indícios de que o eneagrama tenha influenciado a maioria das religiões, inclusive o Cristianismo, bem como escolas místicas e grupos de pessoas voltadas para a busca da verdade de si mesmas. Tal tradição foi preservada pelos sufis, os místicos da fé mulçumana, que se tornaram os guardiões dessa antiga sabedoria", ensina Luiz Mauro Renault Junqueira, terapeuta da SAT (ser, em sânscrito), escola organizada pelo professor chileno Cláudio Naranjo.

O eneagrama foi uma ideia originalmente trazida por Gurdjieff para o Ocidente (principalmente França e Alemanha), após 20 anos de peregrinação pelo Oriente. Mais que trazer uma visão dos tipos humanos representa um esquema para a compreensão de todos os fenómenos envolvendo a humanidade. Em 1970, o eneagrama foi transmitido por Oscar Ichazo para um grupo de pessoas recrutadas pelo psiquiatra Claudio Naranjo.

O eneagrama chegou ao Brasil em meados da década de oitenta e tem ajudado as pessoas a identificar o seu tipo de personalidade e a se trabalhar. Como é o caso de Ana Carolina Novaes de Almeida, 31, relações públicas, que há três anos buscou o eneagrama para ampliar a visão de si mesma e do mundo.

"Fiz o curso, descobri os nove tipos de egos e aquele mais evidente em mim. O eneagrama mostra o que a pessoa precisa trabalhar mais. Desde então tive mais clareza de mim mesma e fiquei mais tranquila e segura para lidar com os problemas da vida. É uma conquista pessoal", define.

Outro que se beneficiou com o eneagrama foi James Ladeia, 48, engenheiro e professor com mestrado em ciências sociais. Ele conta que conheceu o sistema há quatro anos. "Buscava algo para me conhecer melhor, um contato mais profundo e mais objetivo como aquele que eu me imaginava ser e depois como quem eu realmente sou".

Ladeia diz que o seu olhar sobre o mundo mudou. "Ficou claro como repetimos os mesmos papéis. Ora somos vítimas, ora estamos de mau humor, alegres. Mudar é muito difícil, mas, agora, percebo com mais clareza as nuances do meu ego, me encaro de verdade e sem moralismos", confessa.

Luiz Mauro explica que o eneagrama "é um modelo de funcionamento da personalidade humana que oferece uma descrição detalhada dos mecanismos internos das pessoas e uma previsão confiável de como se comportarão frente às situações da vida ao ajudar, de forma consistente, incrementar seus pontos fortes e atenuar os efeitos daqueles aspectos que dificultam suas vidas e as de outros.

Ele fornece uma efetiva ajuda aos relacionamentos interpessoais ao mostrar que as pessoas têm diferentes percepções sobre a realidade".

O terapeuta diz que o eneagrama mostra, de uma forma sistematizada, que as pessoas têm pontos fracos que precisam ser conhecidos e minimizados, bem como pontos fortes a serem incrementados.


-->
"Ao se autodiagnosticar como um tipo do eneagrama, o indivíduo passa a contar, de forma sistematizada, com informações que já conhecia sobre si mesmo e outras que não conhecia ou não queria conscientemente conhecer".

Nenhum comentário: