AGENDA CULTURAL

19.9.21

Centenário de nascimento de Paulo Freire

Documentário da TV Cultura de São Paulo aos 100 anos de nascimento do educador Paulo Freire 


Homenagem do Google ao centenário de Paulo Freire - 2021
 

18.9.21

Não vem! Como viver?


Hélio Consolaro é professor, jornalista e escritor. Araçatuba-SP 

A poesia não é a chuva, é o barulho da chuva - Ondjaki 

A chuva já não faz barulho no telhado como fora na infância, mas os pingos caem no corredor, parecendo uma canção de ninar. Eu me encolho debaixo da colcha de retalhos.  

Quem mora em apartamento, nem sabe quando está chovendo. As águas pluviais significam várias coisas, depende do lugar em que cada um está no mundo. Quem mora em área de risco nas cidades reza para espantar a chuva.  

Eu me sinto contente com a chuva, estou confortável numa cama, tenho uma casa, minha família está protegida também noutras casas, mas a chuva pode ser destruição.

Quando a gente avança na idade, as pequenas coisas ganham um grande significado. Se na infância é gostoso brincar na chuva; na velhice, se proteger dela é muito bom. Causa contentamento.

Se na juventude, eu queria mudar o mundo com volúpia, como se fosse um trator, achando tudo errado, agora, aos 70 anos, já me coloco na minha insignificância, preciso primeiro mudar a mim mesmo. 

Mas também não me arrependo de minha fogosidade juvenil, pois o segredo da vida é aprender com os erros. Se sou isso que sou, porque fui aquilo que fui. Ninguém chega pronto no final da estrada, a viagem é um processo.

Quando a Helena me chama: "O almoço está pronto!" - cozinhar é o seu hobby - vejo aquela mesa posta com muito amor apenas para dois. Ainda tenho quem põe a mesa para mim. Não sei quem de nós, eu ou ela, vai ter que preparar o banquete apenas para si mesmo. Será uma tristeza.

Às vezes, me sinto egoísta usufruindo dessa alegria, deste conforto, tudo muito simples: aurea mediocritas; minha consciência está uma pena, porque quando tinha vigor, não deixei ninguém para trás, alegando que a carga era pesada. 

Cadê a chuva? Não vem! Como viver? Espantar a chuva não é andar de guarda-chuva em tempo seco, é destruir a natureza, não deixar o outro viver, essas maldades que fazemos coletivamente. As bênçãos do céu estão vindo em forma de labaredas.   

16.9.21

Programação de filmes do Cineflix de Araçatuba no Shopping Praça Nova , de 16 a 22/09/2021

Filme: Maligno
O PODEROSO CHEFINHO 2: NEGÓCIOS DA FAMÍLIA (D) (DUBLADO) (BOSS BABY 2) Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: Tom McGrath, Duração: 01:47:00h.

 SALA 1 

18/09/2021 - Sábado: 14:40h 
19/09/2021 - Domingo: 14:40h PEDRO

COELHO 2: O FUGITIVO (D) (DUBLADO) (PETER RABBIT 2) Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: Will Gluck, Duração: 01:44:00h, com: Rose Byrne, Domhnall Gleeson, David Oyelowo 

SALA 3 

18/09/2021 - Sábado: 14:40h 
19/09/2021 - Domingo: 14:40h 

AFTER: DEPOIS DO DESENCONTRO (D) (DUBLADO) (AFTER WE FELL) Classificação: 16 anos, Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: Castille Landon, Duração: 01:39h, com: Mira Sorvino, Arielle Kebbel, Hero Fiennes Tiffin 

SALA 3 

16/09/2021 - Quinta-Feira: 16:40h 17/09/2021 - Sexta-Feira: 16:40h 18/09/2021 - Sábado: 16:40h 
19/09/2021 - Domingo: 16:40h 20/09/2021 - Segunda-Feira: 16:40h 21/09/2021 - Terça-Feira: 16:40h 22/09/2021 - Quarta-Feira: 16:40h 

SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS (D) (DUBLADO) (SHANG-CHI AND THE LEGEND OF THE TEN RINGS) Classificação: 12 anos, Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: Destin Daniel Cretton, Duração: 02:15:00h, com: Simu Liu, Awkwafina, Tony Chiu-Wai Leung 

SALA 2 

16/09/2021 - Quinta-Feira: 18:00h - 20:45h 
17/09/2021 - Sexta-Feira: 18:00h - 20:45h 18/09/2021 - Sábado: 16:15h - 19:00h - 21:45h 
19/09/2021 - Domingo: 18:00h - 20:45h 20/09/2021 - Segunda-Feira: 16:15h - 19:00h - 21:45h 
21/09/2021 - Terça-Feira: 16:15h - 19:00h - 21:45h 
22/09/2021 - Quarta-Feira: 16:15h - 19:00h - 21:45h 

SALA 4 

18/09/2021 - Sábado: 14:35h 
19/09/2021 - Domingo: 14:35h 

SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS (L) (LEGENDADO) (SHANG-CHI AND THE LEGEND OF THE TEN RINGS) Classificação: 12 anos, Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: Destin Daniel Cretton, Duração: 02:15:00h, com: Simu Liu, Awkwafina, Tony Chiu-Wai Leung 

SALA 5 

16/09/2021 - Quinta-Feira: 21:10h 17/09/2021 - Sexta-Feira: 21:10h 18/09/2021 - Sábado: 21:10h
19/09/2021 - Domingo: 21:10h 20/09/2021 - Segunda-Feira: 21:10h 21/09/2021 - Terça-Feira: 21:10h 22/09/2021 - Quarta-Feira: 21:10h 

PATRULHA CANINA: O FILME (D) (DUBLADO) (PAW PATROL: THE MOVIE) Ano de Produção: 2020, Idioma: INGLÊS, Diretor: Cal Brunker, Duração: 01:26:00h, com: . 

SALA 5 

16/09/2021 - Quinta-Feira: 17:10h - 19:10h 
17/09/2021 - Sexta-Feira: 17:10h - 19:10h 18/09/2021 - Sábado: 15:10h - 17:10h - 19:10h 
19/09/2021 - Domingo: 15:10h - 17:10h - 19:10h 
20/09/2021 - Segunda-Feira: 17:10h - 19:10h 
21/09/2021 - Terça-Feira: 17:10h - 19:10h 22/09/2021 - Quarta-Feira: 17:10h - 19:10h 

MALIGNO (D) (DUBLADO) (MALIGNANT) Classificação: 16 anos, Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: James Wan, Duração: 01:53:00h, com: Annabelle Wallis, Maddie Hasson, Jake Abel 

SALA 3 

16/09/2021 - Quinta-Feira: 19:00h - 21:25h 
17/09/2021 - Sexta-Feira: 19:00h - 21:25h 18/09/2021 - Sábado: 19:05h - 21:35h 19/09/2021 - Domingo: 19:00h - 21:25h 20/09/2021 - Segunda-Feira: 19:00h - 21:25h 
21/09/2021 - Terça-Feira: 19:00h - 21:25h 22/09/2021 - Quarta-Feira: 19:00h - 21:25h 

MATE OU MORRA (D) (DUBLADO) (BOSS LEVEL) Classificação: 16 anos, Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: Joe Carnahan, Duração: 01:41:00h, com: Annabelle Wallis, Mel Gibson, Naomi Watts 

SALA 1 

16/09/2021 - Quinta-Feira: 17:00h - 19:15h - 21:30h 
17/09/2021 - Sexta-Feira: 17:00h - 19:15h - 21:30h 
18/09/2021 - Sábado: 17:00h - 19:15h 19/09/2021 - Domingo: 17:00h - 19:15h - 21:30h 
20/09/2021 - Segunda-Feira: 17:00h - 19:15h - 21:30h 
21/09/2021 - Terça-Feira: 17:00h - 19:15h - 21:30h 
22/09/2021 - Quarta-Feira: 17:00h - 19:15h - 21:30h 

ESCAPE ROOM 2: TENSÃO MÁXIMA (D) (DUBLADO) (ESCAPE ROOM 2) Classificação: 14 anos, Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: Adam Robitel, Duração: 01:30:00h, com: Indya Moore, Holland Roden, Logan Miller 

SALA 4 

16/09/2021 - Quinta-Feira: 17:20h - 19:20h - 21:20h 
17/09/2021 - Sexta-Feira: 17:20h - 19:20h - 21:20h 
18/09/2021 - Sábado: 17:20h - 19:20h - 21:20h 
19/09/2021 - Domingo: 17:20h - 19:20h - 21:20h 
20/09/2021 - Segunda-Feira: 17:20h - 19:20h - 21:20h 
21/09/2021 - Terça-Feira: 17:20h - 19:20h - 21:20h 
22/09/2021 - Quarta-Feira: 17:20h - 19:20h - 21:20h

13.9.21

Por que as pessoas boas sofrem mais


Para tratar disso temos que falar do perigo da empatia. Se existe uma forma de segregar as pessoas boas das más, esta seria certamente a capacidade para sentir empatia. Porquanto as pessoas más não sentem qualquer empatia por pessoas em sofrimento e, inclusive desprezam-nas, as pessoas boas possuem a capacidade para sentir o sofrimento alheio. 

É esta partilha de emoções que as compele a agir e ajudar. E é nesta atitude de apoio que reside a armadilha na qual tendem a cair. Este tipo de pessoa, ao ajudar os mais fracos, deixa-se emaranhar numa teia de desgraça e sofrimento, como se a realidade do outro lhe pertencesse. 

E, de acordo com os princípios que regem o universo, atraem essa realidade para si (pois vivem esse mundo como se fosse o seu). Elas sentem de alguma forma que não merecem ter uma vida melhor do que o sujeito em sofrimento e acabam por estabelecer na sua realidade esse mesmo princípio. Assim, partilhando da infelicidade, elas tornam as suas vidas infelizes.

       No entanto, estas buscam fervorosamente o melhoramento e a felicidade dos outros. Já estes, por sua vez, quando a situação de vida se inverte muito frequentemente esquecem por completo quem os ajudou e abandonam estas amizades (e as dos grupo de excluídos a que pertenciam). 

Por compaixão, estas pessoas tendem a procurar os mais desprotegidos, e estes quando a sua situação melhora, geralmente graças ao apoio destes anjos na terra. Abandonam-nos por completo. Embora as pessoas boas sejam sensíveis à necessidade de ajudar, as mais fracas não têm razões nem desejo de ajudar os outros. 

Tudo o que podem e sabem é pedir. Quando não têm que pedir, continuam a não oferecer, muito embora agora tenham mais para oferecer, quanto muito em amizade e apoio moral (bem como com o seu exemplo de vida).

            Quando as pessoas boas sentem empatia pelos fracos revestem-se da realidade e sentimentos destes, como que tornando-se num ser em uníssono e sinergia com eles.

      Uma pessoa boa que protege pessoas pobres tende a simpatizar com a pobreza e uma pessoa boa que protege pessoas doentes simpatiza com a doença. Quando simpatiza experimenta a realidade alheia. De alguma forma considera que merece a mesma realidade, ou, não conseguindo ajudar a pessoa fraca, sente um impulso inconsciente para provar que o outro é capaz. E a forma que encontra de o provar é fazendo-se passar pelas mesmas dificuldades ou semelhantes, para provar a este (ou a si mesma) que é possível superá-las.

      Por fim, o estudioso Daniel Filho,  autor de livros e estudos a respeito, diz que as  pessoas boas são por isso mais suscetíveis às dificuldades financeiras e às doenças, entre outros problemas semelhantes.  

GERVÁSIO ANTÔNIO CONSOLARO - diretor regional da  Assoc. Fiscais de Rendas-SP, consultor tributário, agente fiscal de rendas aposentado, ex-delegado regional tributário, ex-assessor executivo da Prefeitura de Araçatuba, administrador, contador, bacharel em Direito, pós-graduado em Direito Tributário, curso  de gestão pública avançada pela Amana  Key e coach pela SBC.            g.consolaro@yahoo.com.br   


A maledicência é um bumerangue! - Alberto Consolaro

O efeito bumerangue imita esta arma originária da Austrália que, uma vez lançada, volta para a mesma pessoa!

 É comum dizer que se fala mais da vida alheia em determinadas atividades do que em outras. Não é verdade, e se fala mal dos outros em todos os lugares com tanta frequência que se poderia dizer que é uma verdadeira pandemia, incluindo as redes “antissociais”.

Há pessoas que ao encontrá-las todos os dias, sem que você lhe pergunte, já lhe fala quem separou, morou, foi preso ou perdeu o emprego! Para variar, de vez em quando esta mesma pessoa aborda assim: você sabe a novidade? Ou conforme o dia a pergunta dirigida a você é se sabe quem morreu hoje! Não raramente a abordagem é: você viu que fulano está com câncer?

Maldizer significa criar e repassar mentiras, distorcer a realidade, distribuir e enviar inverdades, maldades e preconceitos. A maledicência é fruto da frustração das pessoas com suas vidas e fracassos associados com a incompetência e covardia. São pessoas que não conseguem olhar para si mesmo e não têm a humildade de reconhecer seus limites e erros como todos temos! Podem ser futricas superficiais, mas a maioria acaba com credibilidades, reputações e vidas construídas com muito trabalho durante a vida inteira.

COMO AJUDAR

A psicologia e psiquiatria, especialidades clínicas e ciências, explica: quando você faz alguma coisa quando adulto, geralmente está repetindo um padrão de comportamento familiar ou social quando era criança ou adolescente. Por exemplo, quase todo estuprador foi abusado sexualmente quando criança ou adolescente! Quando se faz maledicência ou maldades, pessoalmente ou nas redes antissociais, provavelmente está se repetindo um padrão de comportamento! Antes de praticar a maledicência pense nisto e reflita, procure um tratamento com psiquiatras e psicólogos para ter uma vida normal.

Para quem tem coragem, responda este questionário ou prova de fogo: 1). Quantas mensagens e vídeos você abriu esta semana que não são maledicência? 2). Quantos você assumiu a coautoria repassando-as aos “amigos” que você “ama”? 3). Como explica este prazer patológico? 4). Que tara ou distorção psicológica se criou no cérebro? 5). Quem está imitando com estas maldades e repassando-as? 6). Quais são os ídolos, paradigmas e referências pessoais? 7). Não está na hora de trocar seus ídolos e paradigmas? É difícil, procure ajuda de um bom amigo, psicólogo ou de um psiquiatra. Nós imitamos os paradigmas e é difícil quebrar um ciclo vicioso como este!

Na parede estava escrito: “se não puderes servir o bem, cale o dom de falar”! Eu ficava horas lendo, relendo, procurando entender e ficou profundamente gravado em minha mente. Na trajetória da vida vejo como inevitável: a maledicência acaba se voltando contra o fofoqueiro que vira uma das vítimas de suas próprias armas! É o efeito bumerangue: o maldoso acaba sendo vítima de sua própria maldade, é só questão de tempo ou anos e pode envolver até suas pessoas mais amadas!

REFLEXÃO FINAL

- Mas, se não for da vida alheia, do que falaremos em casa, lazer e trabalho? Falta assunto? Então leia, faça cursos, passeie, veja um filme, escreva, fotografe, pinte, durma, pratique esportes, mas não use o lado negro da vida! Para Paulo Coelho, a língua que calunia mata três pessoas: a que profere a calúnia, a que escuta e a pessoa sobre a qual se fala.

Fique calado se não for para servir o bem! Acenda um incenso, medite e diga mil vezes: vai para o inferno satanás! 

Alberto Consolaro é professor titular da USP
em Bauru 
 consolaro@uol.com.br 

12.9.21

Polarização política: a vida vira um inferno

Hélio Consolaro é professor, jornalista e escritor. Araçatuba-SP 

A vida precisa ser levada na maciota. Parece filosofia de para-choques de caminhão. Nem sei se tal máquina chamada caminhão, na atualidade, continua tendo lugar para pôr provérbios. Se não, caro leitor, leve em consideração meus anos avançados e me perdoe.

Nestes tempos de antagonismos à flor da pele, precisamos levar em consideração outros valores, não ficarmos aos rés do chão da política. Não sejamos como aquelas cidades pequenas em eleição municipal, época em que amigos não se conversam.

Eu escrevo bastante sobre política, mas não falo quase nada nas rodas de conversa, nem fico respondendo a quem faz comentários sobre meus textos nas redes sociais, podem discordar de mim à vontade. A verdade não é monopólio de ninguém, mora um pouco de cada lado.

Mas há gente que não tem discernimento. É prestador de serviços ou comerciante, puxa assunto de política com cliente, tomando partido. Quando é o cliente que puxa o assunto, a melhor saída é desconversar.

Eu já mudei de barbearia por causa disso. Não porque soube que o profissional é isso ou aquilo, mas ficava fazendo provocações durante a execução do serviço. 

Quando compartilho certas matérias no Whatsaap ou Messenger, não posto textos que possam contrariar o receptor. Respeito a posição da criatura. Já disse a amigos que, se quisesse continuar a nossa amizade, que não conversássemos sobre política.

Aqueles livros de "como conquistar amigos" dá uma grande lição: não discuta, não crie polaridade, é a melhor forma de convencer e ganhar uma pessoa. Isso também vale para o professor em sala de aula.

Comprei recentemente uma máquina lava-jato para eu lavar o quintal de minha casa com mais facilidade, a menor delas, fabricada em Pompeia-SP, aqui na região do Oeste Paulista. Nessa bagunça promovida pelo Bolsonaro em 7 de Setembro de 2021, com concentração em São Paulo, vi no jornal on-line que a empresa fabricante da maquininha lava-jato estava alugando ônibus em Pompeia, dando camisetas da seleção brasileira e pagando R$100,00 por pessoa para levar "bolsonaristas" à avenida Paulista. Até recomendava a marca para amigos e continuo a fazê-lo, mas com menos entusiasmo.  

Outro caso. Aconteceu  com dois empresários gaúchos, donos de empacotadoras de arroz . Um xingou no Twitter quem usa máscara e toma vacina; enquanto a outra marca pôs uma máscara na figura do tiozinho que aparece no pacote. Duas posições: irresponsabilidade e responsabilidade. Ainda bem que a Helena gosta de cozinhar o Tio João.

A sociedade é plural, obrigatoriamente nos relacionamos com pessoas de variadas posições políticas, antibolsonarista compra e vende de bolsonarista e vice-versa. Para que vivamos na maciota é preciso aceitar o outro como ele é, viver e deixar o outro viver também, senão a vida vira um inferno.

Como sempre dizia o saudoso padre Lauro Franco: "Hélio, não deixe a política tomar conta de sua vida". Os caminhoneiros já estão começando a aprender a lição.  

LEIA NOTÍCIA DE POMPEIA-SP,  CLICANDO AQUI 


10.9.21

Torres gêmeas e mega-assalto

Quadro Vintage - Ecológico -Torres gêmeas
https://www.elo7.com.br

Hélio Consolaro é professor, jornalista e escritor. Araçatuba-SP

Araçatubenses acabaram de viver uma tragédia, o mega-assalto. A ferida mal iniciou o processo de cicatrização, vai ter que reviver hoje uma outra, mil vezes maior, que completa 20 anos: a destruição das torres gêmeas, World Trade Center (2.973 mortos). 

Você, caro leitor, pode pensar que essa comparação pode ser absurda: Araçatuba e New York, pois 11 de setembro e 30 de agosto são datas separadas por 20 anos, mas os fatos foram norteados por naturezas idênticas: terrorismo. 

Nós não podemos esquecer a data do mega-assalto (três mortes e cinco hospitalizados), tratá-la com menosprezo jamais. Esse fato sangrento precisa constar da história da cidade, a exemplo do que fazem os norte-americanos, relembrando os 20 anos de 11 de setembro de 2001. Recordar é viver e prevenir-se. 

Na manhã de 11 de setembro de 2001, o garotão Consa estava com 52 anos, dando aula de redação para uma turminha de vestibulandos na sede da Academia Araçatubense de Letras, quando alguém chegou esbaforido, gritando a notícia.

Assistindo ao documentário "11/9: a vida sob ataque" (Globoplay), tive oportunidade de sentir de perto o sofrimento da população nova-iorquina com aquele ataque terrorista. 

Para a megalópole norte-americana, era mais um dia rotineiro, daqueles que não comemoramos muito quando amanhece, e eis que a desgraça ocorre para que tudo saia dos trilhos. 

Assim foi também no final modorrento de domingo, 30 de agosto de 2021. Não foi pouca coisa, caro araçatubense, aquilo que ocorreu conosco.

O ser humano não é bom por natureza, a civilização é que vai polindo a nossa barbárie. Não podemos afrouxar a sentinela da conscientização. Isso é um trabalho de todas as gerações. 

OUÇA PODCAST DA FOLHA DE SÃO PAULO SOBRE OS 20 ANOS

A carta de Bolsonaro - seria melhor a renúncia

 Hélio Consolaro é professor, jornalista e escritor. Araçatuba-SP

Voltar atrás ao descobrir erros é uma virtude, mas isso já é uma constante de Bolsonaro em decisões políticas nos três anos de governo. Quando percebe que o tamanho da merda, ele volta atrás, mas logo o seu espírito agressivo e golpista reaparece. E dessa vez fez tudo isso por escrito com um texto redigido por Michel Temer em 10 itens e assinado pelo presidente.
Tudo o que os seus seguidores fizeram, se arriscaram, puseram a própria vida em jogo em defesa do mito, não valeu nada. Ainda bem. Que eles se entendam. Fizeram de borra-botas um mito. Estou usando o palavreado do presidente.
Um homem de caráter não teria assinado a carta, mas também não teria dado motivos para exigirem isso dele porque não teria feito tais besteiras em 7 de Setembro.
A renúncia seria um ato mais digno.

A corrupção se veste com as cores da pátria

Fabrício Queirós, o homem que administrava as rachadinhas para a família Bolsonaro, também se vestiu com as cores da pátria para apoiar o comparsa. Essa mesma pátria que tanto ele esfola, saqueando o dinheiro público.

8.9.21

Programação de filmes do Cineflix de Araçatuba no Shopping Praça Nova - de 09 a 15/09/2021

Filme: Patrulha canina

FREE GUY: ASSUMINDO O CONTROLE (D) (DUBLADO) (FREE GUY) Classificação: 14 anos, Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: Shawn Levy, Duração: 01:55:00h, com: Ryan Reynolds, Jodie Comer, Joe Keery
 

SALA 4 

11/09/2021 - Sábado: 16:25h 
12/09/2021 - Domingo: 16:25h 

PEDRO COELHO 2: O FUGITIVO (D) (DUBLADO) (PETER RABBIT 2) Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: Will Gluck, Duração: 01:44:00h, com: Rose Byrne, Domhnall Gleeson, David Oyelowo 

SALA 3

11/09/2021 - Sábado: 15:00h 
12/09/2021 - Domingo: 15:00h 

INFILTRADO (D) (DUBLADO) (WRATH OF MAN) Classificação: 16 anos, Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: Guy Ritchie, Duração: 02:00:00h, com: Jason Statham, Josh Hartnett, Scott Eastwood 

SALA 4 

09/09/2021 - Quinta-Feira: 18:50h 10/09/2021 - Sexta-Feira: 18:50h 11/09/2021 - Sábado: 18:50h 
13/09/2021 - Segunda-Feira: 18:50h 14/09/2021 - Terça-Feira: 18:50h 15/09/2021 - Quarta-Feira: 18:50h 

AFTER: DEPOIS DO DESENCONTRO (D) (DUBLADO) (AFTER WE FELL) Classificação: 16 anos, Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: Castille Landon, Duração: 01:39:00h, com: Mira Sorvino, Arielle Kebbel, Hero Fiennes Tiffin 

SALA 3 

09/09/2021 - Quinta-Feira: 19:10h - 21:20h 
10/09/2021 - Sexta-Feira: 19:10h - 21:20h 11/09/2021 - Sábado: 17:00h - 19:10h - 21:20h 
12/09/2021 - Domingo: 17:00h - 19:10h 13/09/2021 - Segunda-Feira: 19:10h - 21:20h 
14/09/2021 - Terça-Feira: 19:10h - 21:20h 15/09/2021 - Quarta-Feira: 19:10h - 21:20h 

SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS (D) (DUBLADO) (SHANG-CHI AND THE LEGEND OF THE TEN RINGS) Classificação: 12 anos, Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: Destin Daniel Cretton, Duração: 02:15:00h, com: Simu Liu, Awkwafina, Tony Chiu-Wai Leung 

SALA 1 

11/09/2021 - Sábado: 14:05h 

12/09/2021 - Domingo: 14:05h 

SALA 2 

09/09/2021 - Quinta-Feira: 19:00h - 21:45h 
10/09/2021 - Sexta-Feira: 19:00h - 21:45h 11/09/2021 - Sábado: 16:15h - 19:00h - 21:45h 
12/09/2021 - Domingo: 16:15h - 20:00h 13/09/2021 - Segunda-Feira: 19:00h - 21:45h 
14/09/2021 - Terça-Feira: 19:00h - 21:45h 15/09/2021 - Quarta-Feira: 19:00h - 21:45h 

SALA 4 

09/09/2021 - Quinta-Feira: 21:15h 10/09/2021 - Sexta-Feira: 21:15h 11/09/2021 - Sábado: 21:15h 
12/09/2021 - Domingo: 19:00h 13/09/2021 - Segunda-Feira: 21:15h 14/09/2021 - Terça-Feira: 21:15h 15/09/2021 - Quarta-Feira: 21:15h 

SHANG-CHI E A LENDA DOS DEZ ANÉIS (L) (LEGENDADO) (SHANG-CHI AND THE LEGEND OF THE TEN RINGS) Classificação: 12 anos, Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: Destin Daniel Cretton, Duração: 02:15:00h, com: Simu Liu, Awkwafina, Tony Chiu-Wai Leung 

SALA 5 

09/09/2021 - Quinta-Feira: 21:10h 10/09/2021 - Sexta-Feira: 21:10h 11/09/2021 - Sábado: 21:10h 
12/09/2021 - Domingo: 20:20h 13/09/2021 - Segunda-Feira: 21:10h 14/09/2021 - Terça-Feira: 21:10h 15/09/2021 - Quarta-Feira: 21:10h 

PATRULHA CANINA: O FILME (D) (DUBLADO) (PAW PATROL: THE MOVIE) Ano de Produção: 2020, Idioma: INGLÊS, Diretor: Cal Brunker, Duração: 01:26:00h.  

SALA 5 

09/09/2021 - Quinta-Feira: 17:20h - 19:20h 
10/09/2021 - Sexta-Feira: 17:20h - 19:20h 11/09/2021 - Sábado: 15:20h - 17:20h - 19:20h 
12/09/2021 - Domingo: 14:20h - 16:20h - 18:20h 
13/09/2021 - Segunda-Feira: 17:20h - 19:20h 
14/09/2021 - Terça-Feira: 17:20h - 19:20h 15/09/2021 - Quarta-Feira: 17:20h - 19:20h 

MALIGNO (D) (DUBLADO) (MALIGNANT) Classificação: 16 anos, Ano de Produção: 2021, Idioma: INGLÊS, Diretor: James Wan, Duração: 01:53:00h, com: Annabelle Wallis, Maddie Hasson, Jake Abel 

SALA 1 

09/09/2021 - Quinta-Feira: 16:50h - 19:15h - 21:40h 
10/09/2021 - Sexta-Feira: 16:50h - 19:15h - 21:40h 
11/09/2021 - Sábado: 16:50h - 19:15h - 21:40h 
12/09/2021 - Domingo: 17:50h - 20:15h 13/09/2021 - Segunda-Feira: 16:50h - 19:15h - 21:40h 
14/09/2021 - Terça-Feira: 16:50h - 19:15h - 21:40h 
15/09/2021 - Quarta-Feira: 16:50h - 19:15h - 21:40h 

6.9.21

A boca e os corpos enfraquecidos! - Alberto Consolaro

 

No vaso com sepse, se tem as hemácias em vermelhos, os leucócitos em branco e as bactérias em azul 

A todo momento bactérias entram no sangue, pois são 100 trilhões delas na pele e orifícios como boca, nariz e outros. Ao pentear cabelos, fazer barba, escovar dentes, ir ao dentista, mastigar, coçar, fazer unhas, depilar, praticar sexo e tomar banho, criamos muitas feridas microscópicas por onde introduzimos mais bactérias no sangue.

No sangue as bactérias se dão mal, pois estão dentro de mangueiras ou vasos com paredes fechadas e uma quantidade incrível de células fagocitárias e substâncias como os anticorpos. Em segundos ou minutos, são eliminadas! Somando cada segundo, no final do mês teremos 5 a 6h com bactérias no sangue por breves momentos chamados de “bacteremias transitórias”.

CORPOS NORMAIS

A boca é o local mais contaminado em uma pessoa cuidadosa. Na maioria, a boca tem mais bactérias do que deveria, pela higiene deficiente. A boca com cárie, gengivite, periodontite e língua saburrosa tem muito mais bactérias do que as bocas de pessoas sem higiene bucal, mas com dentes preservados. Nestas pessoas, a hora de comer significa colocar muitas e muitas bactérias no sangue. Ainda assim o corpo saudável dá conta de eliminá-las e isto é incrível!

Isto explica porque todo dentista quando vai tirar cálculos, tratar cárie, fazer cirurgia na gengiva ou extrair dente, ele faz uma limpeza geral na boca alguns dias antes: é o chamado preparo inicial. É para tirar a quantidade exuberante de bactérias e poupar os já saturados sistemas de defesa do sangue! Se não fizer isto, o paciente normal corre o risco de ter uma doença infecciosa nos rins, articulações, coração ou até generalizada.

 CORPOS ENFRAQUECIDOS

Em “corpos enfraquecidos” quando ocorre uma bacteremia transitória, há um elevado risco de contaminação em partes isoladas ou generalizada, pois bactérias no sangue destas pessoas sobrevivem e proliferam em várias partes. Isto leva a uma perda de controle do organismo sobre os seus sistemas e órgãos, uma anarquia biológica chamada “sepse” ou síndrome da resposta inflamatória sistêmica (SIRS). Antigamente a sepse era chamada de septicemia ou infecção generalizada, mas hoje se sabe que é uma desorganização corporal que evolui rapidamente ao óbito e iniciada por bactérias.

 Os corpos estão enfraquecidos em (1) pacientes oncológicos que fazem tratamento contra o câncer, (2) diabéticos não controlados, (3) etilistas ou viciados em álcool, (4) usuários de drogas e tabagistas, (5) submetidos a corticoides e imunodepressores, (6) pacientes com idade avançada, (7) desnutridos e (8) estressados. Qualquer procedimento profissional em pacientes debilitados, requer cuidado muito especial, incluindo antibioticoterapia específica e ambiente ambulatorial e ou hospitalar para possíveis procedimentos anestésicos gerais e necessidades de terapia intensiva.

Uma simples exodontia, uma raspagem para limpeza ou abscesso, pode induzir osteomielite ou osteoradiomielite nos maxilares, situações muito sequelantes nestes pacientes. Ou ainda, um simples procedimento operatório intrabucal sem estes cuidados, podem induzir sepse fatal.

REFLEXÃO FINAL

Isso justifica porque o paciente com câncer, ANTES do tratamento quimioterápico ou radioterápico, deve ser avaliado por dentista para corrigir as alterações gengivais, cáries, remova os dentes irrecuperáveis, faça os procedimentos endodônticos e elimine os riscos exclusivos da boca. Desta forma se previne as osteomielites e a temida sepse.

Pesquisas revelam que a maioria dos profissionais não sabem diagnosticar e metade dos pacientes com sepse chegam tarde demais na UTI. Os principais sinais são febre, mal-estar, fraqueza, tremores, tontura, falta de ar e diarreia. Quanto mais cedo tratada, menor a mortalidade. O treinamento de profissionais e pacientes com informação, reduziria muito óbitos por sepse. 



Alberto Consolaro – professor titular da
USP na FOB de Bauru-SP

 

A receita de um mundo melhor - Gervásio Antônio Consolaro

                  Nem tudo está perdido, enquanto houver esperança de esperançar, como diz o filósofo Mário Cortella, devemos fazer de tudo para deixar nosso mundo melhor, até porque  não estaríamos sendo inteligentes, deixando-nos ser dominados pelo egoísmo,  avareza, pela concorrência selvagem, olhando só para o próprio umbigo,  correndo o risco de matar a nossa galinha de ovos de ouro.

        Não existe felicidade individual sem contribuir para a felicidade de todos, caindo no vazio existencial. 

        Nesta esteira, a ONU apresentou 17 Objetivos  de Desenvolvimento Sustentável, no que fazemos um resumo abaixo:

        ESG: três letras que vieram para ficar.

        Muita gente até ouviu falar de ESG, mas tem dúvidas sobre a real importância  da sigla composta de iniciais, em inglês, de Ambiental, Social e Governança (ASG), os três pilares devem guiar as políticas de sustentabilidade das corporações e dos governos.

        Em 2004, foi criado o Pacto Global – maior ação de sustentabilidade corporativa do mundo, com mais de 16 mil membros em 160 países. Com o lema “Ganha quem se importa” em inglês Who Cares Win.

        Difundido muito na Europa e nos Estados Unidos, no ano passado o conceito chegou com força no Brasil, em meio à pandemia.

        Na verdade, consiste na Agenda 2030 uma Declaração de, 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que é uma plano de ação que busca fortalecer a paz universal e erradicar a pobreza em todas as suas formas e dimensões. O lema do projeto é: Ninguém pode ficar fora”

       Nesta mesma linha, há seis anos, as Nações Unidas aprovaram por unanimidade o documento “Transformando nosso mundo: A Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável”, com base nos cinco eixos de atuação: paz, pessoas, planeta, prosperidade e parcerias.


PAZ: promover sociedades pacíficas, justas e inclusivas que estão livres do medo e da violência. Não pode haver desenvolvimento sustentável sem paz e não há paz sem desenvolvimento sustentável.

PESSOAS: acabar com a pobreza e a fome, em todas as suas formas e dimensões, e garantir que todos os seres humanos possam realizar o seu potencial em dignidade e igualdade, em um ambiente saudável.

PLANETA: proteger o planeta da degradação, sobretudo por meio do consumo e da produção sustentáveis, da gestão sustentável dos seus recursos naturais e tomando medidas urgentes sobre a mudança climática, para que ele possa suportar as necessidades das gerações presentes e futuras.

PROSPERIDADE: assegurar que todos os seres humanos possam desfrutar de uma vida próspera e de plena realização pessoal, e que o progresso econômico, social e tecnológico ocorra em harmonia com a natureza.

PARCERIA: mobilizar os meios necessários para implementar esta Agenda por meio de uma Parceira Global para o Desenvolvimento Sustentável revitalizada com base num espirito de solidariedade global reforçada, concentrada em especial nas necessidades dos mais pobres e mais vulneráveis e com a participação de todos os países, todas as partes interessadas e todas as pessoas.

          Por fim, e pelo bem, é sabido que 71% das empresas brasileiras integram o Pacto Global. O Brasil é o 61° no cumprimento dos ODS, de 165 nações avaliadas  

GERVÁSIO ANTÔNIO CONSOLARO - diretor regional da  Assoc. Fiscais de Rendas-SP, consultor tributário, agente fiscal de rendas aposentado, ex-delegado regional tributário, ex-assessor executivo da Prefeitura de Araçatuba, administrador, contador, bacharel em Direito, pós-graduado em Direito Tributário, curso  de gestão pública avançada pela Amana  Key e coach pela SBC.            g.consolaro@yahoo.com.br   

 

4.9.21

Blog do Consa - 15 anos - mais de dois milhões de acesso

 


Hélio Consolaro é professor, jornalista e escritor. Araçatuba-SP

Meu blog perebento, assim o chamo por ser simplório, foi iniciado em agosto de 2006. Está completando 15 anos de conexão, ainda sem propaganda em suas páginas.

Eu, cronista da Folha da Região, precisava ter um arquivo digital das crônicas, uma espécie de arquivo nas nuvens, inventado depois. Não havia pretensão de ser uma alternativa de divulgação de meus textos. 

Apenas a partir de 2010, que fiz dele minha voz, já que não era mais cronista da FR por ter assumido o cargo de secretário municipal de Cultura desde de 2009. 

No momento desta postagem, o contagiro do Google, pois  o domínio www.blogdoconsa.com.br está hospedado no Blogger, registrava 2.179.914 de leituras, ou seja, o internauta abriu-o.  Foi por um período a voz do secretário. Hoje, divido a tarefa de postagem de textos com alguns colaboradores. 

Atualmente, tenho coluna com o nome Blog do Consa num site noticioso e em quatro jornais: Site 18News, Folha da Região de Araçatuba, Diário de Penápolis, Tribuna de Jales e Jornal da Região de Andradina onde se reproduzem algumas crônicas do blog.  

Em 2014, criei uma página com o nome Blog do Consa no Facebook, com quase onde compartilho principalmente minhas crônicas, mas também charges, cartuns, notícias e textos interessantes. Além de meu perfil, formei um grupo denominado "Agenda cultural de Araçatuba e região" onde se divulgam os eventos.  

Como herança do magistério, tenho outros blogs, todos no Blogger:

349 mil acessos
Escrever direito
1.789.920 acessos
Herrar é umano - erros em placas
55,151 acessos
Exercícios estruturais
407.184 acessos
Corrigir redação com alegria
Criado recentemente para comemorar os 15 anos do Blog do Consa. 

E assim vou passando meus dias aqui no planeta, por essa janela da blogosfera grito minhas mentiras e meto minha colher torta em brigas de vizinhos.   

2.9.21

Diferença entre Estados Unidos e China, conforme Jimmy Carter


 Bela porrada que o ex-presidente Jimmy Carter dirigiu a Donald TRUMP [na época presidente, mas podia ser agora] sobre a China:

"...Você tem medo que a China nos supere, e eu concordo com você. Mas você sabe por que a China nos superará? Eu normalizei relações diplomáticas com Pequim em 1979, desde essa data... você sabe quantas vezes a China entrou em guerra com alguém? Nem uma vez, enquanto nós estamos constantemente em guerra.

Os Estados Unidos é a nação mais guerreira da história do mundo, pois quer impor aos Estados que respondam ao nosso governo e aos valores americanos em todo o Ocidente, e controlar as empresas que dispõem de recursos energéticos em outros países.

A China, por seu lado, está investindo seus recursos em projetos de infraestrutura, ferrovias de alta velocidade intercontinentais e transoceânicos, tecnologia 6G, inteligência robótica, universidades, hospitais, portos e edifícios em vez de usá-los em despesas militares. Quantos quilômetros de ferrovias de alta velocidade temos em nosso país? Nós desperdiçamos U$ 300 bilhões em despesas militares para submeter países que procuravam sair da nossa hegemonia. A China não desperdiçou nem um centavo em guerra, e é por isso que nos ultrapassa em quase todas as áreas.

E se tivéssemos tomado U$ 300 bilhões para instalar infraestruturas, robôs e saúde pública nos EUA teríamos trens bala transoceânicos de alta velocidade.

Teríamos caminhos que se mantenham adequadamente. Nosso sistema educativo seria tão bom quanto o da Coreia do Sul ou Xangai".

(Jimmy Carter, na Newsweek Magazine)

Mega-assalto de Araçatuba: o novo cangaço

Quadrilha ataca agências bancárias e faz moradores reféns em Araçatuba; três pessoas morreram

Hélio Consolaro é professor, jornalista e escritor. Araçatuba-SP 

Durante a madruga, começando à meia- noite, me desliguei da realidade, dormi; mas escutei um tiroteio de loja inaugurando qualquer coisa.

"Uma hora dessa? Parece Afeganistão?"

A Helena dormindo. Como bom idoso, nem me lembrei de ver celular, zap e sites noticiosos. Araçatuba estava pegando fogo, sendo minada, e eu dormindo em berço  esplêndido, como um bebezão.

De manhã, a Hélen, minha filha, que ainda não apagou a sua chama de espírito jornalístico, já deu mensagem em primeira mão:

- Mãe, não vai caminhar! A cidade está minada de bombas! E os bandidos fugiram pela zona norte! 

Aí as notícias foram chegando. Exame médico de vista para renovar foi suspenso. Os netos não foram à escola, a farmácia que ficava no centro de Araçatuba não atendia nem ao telefone. Isso durou dois dias.

Liguei a televisão, a cidade estava em rede nacional, até este cronista interiorano deu entrevista à Rádio Jovem Pan de São Paulo via plataforma digital.

Mortes, pés decepados, explosivos, pessoas foram feitas de escudo durante o assalto, um menos avisado foi filmar e levou sete tiros. Parecia cangaceiro invadindo cidades no Nordeste. 

Como hoje há especialista em tudo para fornecer dados e interpretações dos fatos sociais ao cronista, mestre em generalidades; a antropóloga Jânia Perla Diógenes de Aquino, professora da Universidade do Ceará, sabe tudo sobre o novo cangaço que surge nos novos assaltos em cidades médias pequenas do Brasil. Na verdade, terrorismo. 

Agora chegou a vez do noticiário sobre a polícia achando os bandidos esparramados pelo mundo, cata um aqui, outro acolá.  

Neste episódio, eu me senti em Cabul, capital do Afeganistão. Não sei por quê, mas me lembrei do Bolsonaro com aquela frase de que é melhor o brasileiro comprar fuzil do que feijão. Besteira minha! Tanta coisa para pensar, ficar escutando um louco!

*Hélio Consolaro é professor, jornalista e escritor. 

 Videoclipe do mega-assalto sob o ponto de vista dos bandidos 

Mc Bokão - Assalto Em ARAÇATUBA ( Web Clipe ) Dj Jadson SP