AGENDA CULTURAL

5.2.14

Nova mulher de Fernando Henrique Cardoso

Aos 82 anos, o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso assinou um contrato de união estável com sua companheira, Patrícia Kundrát, 36, no dia 29 de janeiro, em um cartório de São Paulo.

FHC tratou a decisão de oficializar a relação com Patrícia com muita discrição. Amigos do ex-presidente souberam da cerimônia, testemunhada apenas por advogados, pela imprensa. A união foi divulgada nesta terça-feira pelo jornal "O Estado de S. Paulo".

Apesar de ambos serem feitos em cartório, um contrato de união estável é diferente de um casamento no civil. O primeiro –opção de FHC– não muda o estado civil do casal, por exemplo (Folha de São Paulo, 3/2/2014) 

Opinião deste blogueiro

Não sei se chegarei aos 82 anos de idade. Se eu chegar, talvez não tenha tanto gás como FHC. Eu me lembrei de todas as piadas de velho casando com mulher nova, mas respeitarei a senilidade do ex-presidente, não contarei nenhuma neste espaço. Afinal, não vou apedrejar meu próprio patrimônio de 65 anos.

A Patrícia não é um mulherão, mas também com tal idade,o ex-presidente não pode escolher muito. Aliás, FHC saiu no lucro: há 46 anos anos de diferença entre eles. Não podia se comportar como o narrador do livro "Memórias de minhas putas tristes" que queria ter uma menina de 15 anos na cama, embora tivesse 90 anos de marcha. 

Dizem que há uma nova categoria de mulheres espertas: maria fraldão. Já existem a maria gasolina (gosta de homem que tenha carro), maria chuteira (só namora jogador de futebol), já a maria fraldão quer ter um filho de um idoso para herdar a sua aposentadoria. Acredito que não seria o caso de Patrícia Kundrát. Namorar um ex-presidente sempre é vantajoso,com status, enriquecimento de biografia.

Como cada um sabe onde o coração aperta, só me resta desejar felicidades ao novo casal, embora ninguém tenha sido convidado para a solenidade, ou melhor, não houve festa. 

6 comentários:

HAMILTON BRITO... disse...

To com o homem e nao abre. Ainda não morreu.
Deu, deu.Não deu...morre tentando

hélio ninha disse...

Bom dia ...
Xará...
Boa essa, Maria Fraldão...Bom pelo carinha dela, deva ser "meiga e carinhosa", eu que não tenho sorte, até nessa eu iria, se tiver um holerith gordo é claro...
Abçs, e um bom final de semana...


NINHA







Anônimo disse...

sem comentários.

Anônimo disse...

Século XXI e ainda restam alguns paradigmas a espera da queda.
Nada a declarar se o FHC se juntasse a uma companheira dentro da sua faixa etária? O que é certo ou errado com respeito a escolha de duas pessoas adultas? Respeito é apenas uma palavra etimologicamente bonita?

Anônimo disse...

Quanto pré-conceito... não me surpreende, vindo de quem escreveu o post...

Anônimo disse...

Artigo de muito mau gosto! Ofensivo mesmo. Não gostei.