AGENDA CULTURAL

16.5.19

Meu livro ching ling

-->
Hélio Consolaro é professor, jornalista e escritor. Araçatuba-SP

Quem leu jornais, analógicos ou digitais, frequentou as redes sociais, soube que lancei o meu sétimo livro com cara dos tempos atuais: pessoas procurando o melhor preço. 

Então, fui eliminando orelhas, ilustrações, mas usei papel “polen” (amarelinho), escolhendo os melhores textos. Cheguei a R$ 20,00. Embora ching ling, trata-se de um livro brasileiro, regional. Tudo isso com a ajuda do arte-finalista Tacilim Oréfice. 

Poucas páginas, em torno de 100, formato popular, preço acessível. E ando com uma maquininha de cartão debaixo do braço para não deixar aquela pergunta: “Passa cartão?” sem resposta afirmativa. Preciso pagar as contas decorrentes da publicação.
É um livro para ser carregado na bolsa, na pasta, na mochila, porque cada texto pode ser lido em poucos minutos numa sala de espera, enquanto se aguarda o ônibus, o carro da UBER. O gênero crônica apresenta um texto curto.

Nem todas as crônicas são sobre informática ou redes sociais. Antes de ser o título do livro, “Analógicos e digitais” era o nome de uma crônica que foi premiada em concurso de Presidente Prudente-SP. Apresentamos temas da atualidade com uma abordagem holística, numa linguagem acessível, com português bem cuidado.

Cronista tem a mania de reunir de tempos em tempos suas crônicas mais universais, com maior prazo de validade, publicadas em sites, blogs, jornais. Mesmo as encomendadas, por onde dei minhas mordidas, estão no livro. Afinal, sou de carne e osso e tenho contas a pagar mensalmente.

Mário Prata dava um exemplo pedagógico quando contava que lhe encomendaram um texto. A pessoa achou-o caro e disse: “Isso você faz em uma hora apenas! Por que custa tanto?” E Mário respondeu: “Demorei mais de 30 anos para me tornar um bom escritor e escrever com rapidez e leveza”.  

Então, caro leitor, caso eu esteja em sua cidade dando autógrafos ou palestrando em escolas, ou se quiser pedir o livro via Whatsaap (18 99786 9445) estou à disposição. Afinal, todo cronista gosta de uma boa uma conversa. Clique aqui.

*Hélio Consolaro é professor, jornalista e escritor. Membro das academias de letras de Araçatuba-SP, Andradina-SP e Itaperuna-RJ.



Nenhum comentário: