AGENDA CULTURAL

14.6.13

TJ-SP publica projeto sobre remição de pena pela leitura

O Tribunal de Justiça de São Paulo publicou minuta de resolução com os procedimentos a serem adotados pelas varas de execução criminal para a remição de pena pela leitura. Os interessados em ler para diminuir suas penas devem se inscrever nas oficinas de literatura. Cada preso tem 30 dias para ler um livro, e cada 30 dias de leitura descontam quatro dias da pena.

Liberdade e conteúdo
Mas não basta só ler. Pela minuta, os detentos interessados no programa devem se inscrever nas oficinas de literatura, promovidas pelos presídios. A cada livro lido, devem entregar resenhas e uma comissão técnica será composta para avaliá-las. Os membros têm 30 dias para ler se elas têm a ver com o livro ou não. Verão, por exemplo, “aspectos relacionados à compreensão e compatibilidade do texto com o livro”.

Alunos convidam pais para ler

Jornal da Manhã - 06/06/13
Na Escola Estadual Professor Iolando Taques Fonseca, a professora de Língua Portuguesa, Simone Bueno, utilizou o jornal para promover a interação entre pais e filhos através da leitura. Para isso, os alunos do 6º ano ‘A’ precisavam escolher uma das notícias publicadas no dia 16 de maio no JM para ler e conversar com algum parente, em sua casa.

A aluna Rhaquel fez a leitura com seu avô Willibaldo. Já a jovem Aline escolheu o seu pai, Livino: “Gostei muito da experiência e queria fazer mais vezes, pois o fato de participar das atividades é muito bom para o aprendizado de minha filha”, diz. A estudante Leticia uniu-se ao seu pai, Ademir, e à sua mãe, Aulina, neste momento.

“Percebi que muitos alunos conseguiram entender melhor as notícias ao trocarem ideias com alguém mais experiente, e que os pais, avós, gostaram de participar da atividade. Acho que consegui atingir meu objetivo principal que era incentivar o hábito de ler o jornal em casa”, afirma Simone.

Um comentário:

Misa disse...

Parabéns à inteligente iniciativa e parabéns aos pais que interagem com os filhos!