AGENDA CULTURAL

14.3.16

Playboy mata idoso. E o castigo?

Fotos da Folha da Região - Araçatuba
Hélio Consolaro*

Não sei se estava escrito nas estrelas que as vidas de Luciano Justo (Ford Mustang Shelby GT) e Alcides José Domingues (Toyota Corolla) iam se cruzar numa colisão de veículos. E um deles ia perder a vida. Há gente que acredita em sina.

Sou espiritualista, formação católica, admito que Deus escreve torto em linhas retas, mas o ser humano faz e desfaz, aprontando suas estripulias, e depois  joga a culpa no Pai Eterno.

A família do senhor Alcides José Domingues sofre muito a falta dele, certamente não se conforma com a forma como ele morreu, mas chegará a hora do bálsamo.

E o Luciano Justo? Metido a playboy, fazendo racha em cidade alheia, põe em risco a vida de outros seres vivos, humanos, com sua arrogância e prepotência. Haverá algum bálsamo para as suas aflições?

Não sou parente da vítima, nem o conheci, mas como meu irmão, meu semelhante, idoso como eu, não desejo nenhum mal ao carrasco da vida de Alcides José Domingues que, como dono de farmácia, vendia a cura.

Com certeza, Luciano Justo pagará por aquilo que fez, carregando em si uma vontade de consertar o que fez, evitando que outros rapazes riquinhos transformem seus carros em armas e as ruas em roletas russas.


Não sei se pegará cadeia, se esse é o castigo merecido. Com certeza, o seu castigo virá de dentro dele  mesmo. A voz de dentro dele não lhe perdoará, vai exigir muito de Luciano Justo, que seja justo também nas atitudes.

*Hélio Consolaro é professor, jornalista, escritor. Secretário municipal de Cultura de Araçatuba-SP

LER MAIS A RESPEITO, CLICANDO AQUI

2 comentários:

HAMILTON BRITO... disse...

Conheci o sr.Alcides nos meus tempos de representante. Simpático e atencioso com a gente.
O castigo para o carinha assassino?
Quero que ele se .....

Helio Consolaro disse...

Recebi de José Maria do VAlle, Penápolis, a seguinte manifestação (21/03/2016)

Senhor Hélio Consolaro , li na coluna do Diário de Penápolis o seu artigo sobre o tema em pauta.
Infelizmente nesta Terra de Santa Cruz , onde milhares de pessoas são habilitadas todos os anos ,
para dirigir veículos automotores , e isso obviamente gera muito dinheiro, enquanto em países de
cultura de primeiro mundo , é necessário uma série de requisitos para tanto e com sansões severas
para os transgressores , tenho a impressão de que nada ocorrerá com o " playboy " que com sua
irresponsabilidade ceifou a vida de uma pessoa de bem deixando a sua família com a dor da perda,
pois, as leis do nossos códigos civil e penal são contemporizantes , e cheias de brechas para as devidas
saídas , então com um bom advogado e muitos Reais na algibeira tudo se resolve , não é mesmo ?
Afinal a vida de um idoso é senão a vida de mais um idoso , e com relação ao " playboy" lembrei-me
de uma piadinha de que dois destes elementos transitando em alta velocidade em uma avenida , o
carona disse ao motorista " olha aquela velhinha lá na frente atravessando a rua , e ao aproximar da
velhinha ele tornou a dizer , olha a velhinha no meio da rua, e o motorista então acelerando mais
forte bateu frontalmente na velhinha jogando-a para o alto para depois estatelar-se no chão duro do
asfalto, e aí o amigo que aparentemente estava avisando-o da velhinha apenas disse : pô pensei que
você não a tinha visto " .É por aí meu caro professor, jornalista , escritor e secretário municipal de
cultura de Araçatuba-SP. e salve-se quem puder