AGENDA CULTURAL

19.12.17

Chineses invadem Calçadão de Araçatuba com suas lojas

Uma das lojas no Calçadão de Araçatuba

Hélio Consolaro*

Este blogueiro já foi surpreendido pela China em lugares tão diferentes e por motivos díspares. 

Em 1973, fui preso pelos militares juntamente com o colega de magistério Tito Damazo, e o jornal "Imparcial", de Prudente, pois lecionávamos em Rosana-SP, manchetou que professores recebiam armas da China pelo rio Paraná. Não tínhamos nem estilingues em nossas casas. Naquela época, os chineses eram inimigos ferozes, comunistas comedores de criancinhas. E setores da imprensa sempre mentindo, defendendo interesses.


Uma das lojas no Calçadão de Araçatuba

Passeando pela Itália, fui comprar um chapéu, palhinha, com fita das cores da bandeira italiana, mas era "made in China". Em Lençóis Maranhenses, naquele deserto em forma de dunas, também comprei um chapéu típico do lugar e novamente deparei com uma etiqueta dizendo que era fabricado pelos chineses.
   

Uma das lojas no Calçadão de Araçatuba

Agora, os chineses invadem o Calçadão de Araçatuba, expulsaram até uma livraria centenária. Não sei se eles viraram capitalistas ou nós agora somos comunistas. Alguma coisa mudou por aqui e por aí, porque hoje as duas nações são amigas. 
Uma das lojas no Calçadão de Araçatuba

Alguns dizem que são oito lojas, outros afirmam categoricamente que são dez. Na verdade, o Paraguai é aqui. E todos afirmam que elas vendem mais barato que o camelódromo. 

Adeus sacoleiras, "adiós muchachos". 

*Hélio Consolaro é professor, jornalista e escritor. Membro da Academia Araçatubense de Letras 

4 comentários:

Anônimo disse...

Só que quem compra nessas lojas ja sabe que esta jogando dinheiro fora, pois para eles emitirem uma nota fiscal da trabalho e nada tem garantia sem contar que a qualidade é péssima, ja se compra sabendo que não vai durar .

Anônimo disse...

Deixa eles trabalhar as coisas do camelo também não tem nota nem qualidade

Anônimo disse...

So Jesus na causa!
As coisas ja estao tao dificeis pra gente q é empresario e ainda vem esses zoi puchado e vende tudo mais barato.sabemos q é tudo uma porcaria mas muita gente nao ta nem ai e gasta a grana com esses chines e ficamso no prejuizo

Anônimo disse...

Qual é o problema de ser chineses ou ter expulsado uma livraria, por algum motivo ela fechou e por outros motivos eles estão abrindo. Deveria dar graças a Deus que estão movimentando o calçadão tendo em vista quanto mais opção de lojas maior o público. É cada uma viu.