AGENDA CULTURAL

7.4.21

Tem gente ganhando dinheiro com a falta de vacina

 


Hélio Consolaro é professor, jornalista e escritor. Araçatuba-SP

Você, caro leitor, pode dizer que o Brasil está vacinando por faixas etárias, começando com os mais velhos, mas está demorando muito. Não podia ser mais ligeiro, mais rápido?

Claro que podia, mas as farmacêuticas e países que são donos da patente da vacina não dão conta de fabricar tanta vacina, mas eles também não deixam que outros laboratórios fabriquem. Sem pensar nas mortes, nos países pobres, enfim, na humanidade, não ensinam aos outros como se faz a vacina, só pagando milhões de direito intelectual

A vacina é do Butantã  (estadual), mas o governo de São Paulo está pagando milhões para isso acontecer. Assim acontece também com a Fiocruz (federal). E está acontecendo com a Sputinik V, da Rússia. a frase da resposta é a seguinte: "põe dinheiro na minha mão, ou todos vão morrer intubados" (se houver UTI para todos). Para não perder propaganda, as televisões brasileiras não fazem esse debate.  

A Índia e a África do Sul querem quebrar o monopólio em nível mundial, fazer a vacina sem pagar a patente, mas o governo Bolsonaro não apoia a ideia, disse que é pirataria. Esse ato de rebeldia seria por tempo determinado, até atingir  a falada imunização de rebanho ( 90% dos brasileiros).

A vida é mais importante que a propriedade privada, há momentos, no próprio capitalismo,  esse dogma precisa ser quebrado. O Brasil conseguiu combater a AIDS porque governos brasileiros da época, que valorizaram mais a vida dos brasileiros do que o lucro dos capitalistas, não pagaram patentes dos remédios, num ato de rebeldia. 

Então, caro leitor, não leia (ou veja) apenas publicações da direita, nem só da esquerda, leia tudo que estiver a seu alcance e forme a sua própria opinião.

Ouça áudio da Folha de São Paulo sobre o assunto. Clique aqui! 

4 comentários:

Monica Sacutti disse...

Excelente texto Hélio

Unknown disse...

Muito bom!! Vale a reflexão!

Unknown disse...

Muito boa a exposição deste assunto.

Maria zei disse...

Muito bom,Hélio Consolaro.