AGENDA CULTURAL

9.6.15

Percy Sampaio Camargo - Dom Quixote de uma ideologia

Memória
Filme narra exílio de ex-docente da UNESP 

Terrorista, curta exibido no Cedem, discute experiência de professor perseguido no regime militar
Acusado de terrorismo em 1969, Percy Sampaio Camargo, ex-professor da UNESP, viveu dez anos como exilado político, inicialmente no Chile e, depois, na Holanda. Essa experiência amarga é o tema do documentário Terrorista, de César Meneghetti. O trabalho, que apresenta um diálogo entre o diretor e Camargo, entremeado de imagens da época, foi apresentado no dia 24 de setembro, no Centro de Documentação e Memória (Cedem), na Praça da Sé, em São Paulo. Após a exibição, houve um debate com o protagonista e o criador do filme.
Microbiólogo, Camargo lecionou na Faculdade de Odontologia de Araçatuba, entre 1960 e 1969 e, após a anistia política, de 1980 até sua aposentadoria, em 1991, quando a unidade já integrava a UNESP. Na obra, Camargo, hoje com 75 anos, conta sua trajetória, que se funde com a dinâmica histórica brasileira, num momento conturbado, quando o regime militar restringiu liberdades e perseguiu oponentes.
A narrativa apresenta situações dramáticas enfrentadas pelo ex-docente, como a necessidade de também fugir do Chile, onde se refugiara, depois do golpe liderado por Augusto Pinochet, em 1973. De qualquer forma, o ex-exilado disse que evita recordar os momentos ruins. “Prefiro lembrar da solidariedade das pessoas, daqui e de outros países”, argumentou.
Para o diretor, o objetivo do documentário é focalizar a história do Brasil por meio de uma testemunha direta dos fatos. “Narrar a história de um brasileiro vivendo sem o Brasil foi muito emocionante, porque ela se une um pouco com a minha trajetória, já que não moro no País há 20 anos”, afirmou Meneghetti, que vive em Roma.
Obra premiada

Além de Camargo e Meneghetti, o debate após a exibição teve a presença de Carlos Botazzo, ex-aluno do microbiólogo, e foi mediado pela coordenadora do Cedem Anna Maria Martinez Correa. Ao abrir as discussões, Camargo agradeceu a iniciativa do Centro. “É muito emocionante voltar à sala onde fui conselheiro”, ressaltou, numa referência à antiga sala onde se reunia o Conselho Universitário da UNESP.

Na seqüência, foi a vez de Botazzo expor suas idéias sobre Terrorista. “É interessante ver o modo que as pessoas se questionam após assistir ao documentário”, disse. As discussões com o público abordaram temas que foram de democracia e repressão até o Bolsa Família.

O projeto do documentário foi aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura e recebeu o prêmio de produção de curta para mídias digitais no IV Programa Petrobras Cultural 2005/2006.

Ver o filme:
http://curtadoc.tv/curta/memoria/terrorista
Danilo Koga
Cena do curta Terrorismo, 2011
Voltando a Araçatuba, Percy Sampaio Camargo fundou o PT, foi seu primeiro candidato a prefeito de Araçatuba pela legenda, tendo como vice Luís Antônio Boatto, eleição de 1982. Lembro-me também da criatividade de Percy Sampaio, candidato a prefeito pelo PT em 1982. Ele usava folhas do Diário Oficial de ponta-cabeça e aplicava a técnica de silk-screen para gravar a propaganda eleitoral. Assim, melecava os postes.    

3 comentários:

João Luis dos Santos, de Penápolis disse...

Grande Percy Sampaio, grande mestre e liderança na formação do PT na Alta Noroeste Paulista. Uma história de lutas, exemplo de militância em prol de um Brasil democrático e de igualdades. Hélio, usamos em diversas eleições essa técnica de propaganda política em diversas eleições. Forte abraço, saudações.
João Luis dos Santos, de Penápolis.

Danielle disse...

Minha irmã é amiga do Percy, mas perdeu contato com ele nos anos 70. Vc saberia de alguma referência dele?

Hélio Consolaro disse...

Danielle, Percy e Célia, o casal, moram em São Paulo. Tive a oportunidade de conversar com os dois recentemente. Ele está com o mal de alzheimer em fase inicial, e tem consciência disso, portanto não trabalha mais com a memória recente, mas lembra muito bem do passado. Orgulha-se de pertencer a um partido que democratizou o Brasil. Abraços Hélio Consolaro